Carregando...
JusBrasil - Jurisprudência
23 de setembro de 2014

TRF-4 - APELAÇÃO CIVEL : AC 5442 RS 2008.71.99.005442-4

PREVIDENCIÁRIO. CONCESSÃO DE AUXÍLIO-DOENÇA. CONDIÇÃO DE SEGURADO ESPECIAL AGRICULTOR. INCAPACIDADE LABORATIVA PARCIAL E TEMPORÁRIA. DEPRESSÃO. COMPROVAÇÃO. TUTELA ESPECÍFICA. ART. 461 CPC.

Publicado por Tribunal Regional Federal da 4ª Região - 1 ano atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM
ResumoEmenta para Citação Inteiro Teor

Dados Gerais

Processo: AC 5442 RS 2008.71.99.005442-4
Relator(a): Revisor
Julgamento: 25/03/2009
Órgão Julgador: TURMA SUPLEMENTAR

Ementa

PREVIDENCIÁRIO. CONCESSÃO DE AUXÍLIO-DOENÇA. CONDIÇÃO DE SEGURADO ESPECIAL AGRICULTOR. INCAPACIDADE LABORATIVA PARCIAL E TEMPORÁRIA. DEPRESSÃO. COMPROVAÇÃO. TUTELA ESPECÍFICA. ART. 461 CPC.

1. Segurado especial é o que exerce atividade rural individualmente ou em regime de economia familiar, sendo esta a atividade em que o trabalho dos membros da família é indispensável à própria subsistência e é exercido em condições de mútua dependência e colaboração, sem a utilização de empregados.

2. Comprovado que, na data do requerimento administrativo, a parte autora já apresentava a limitação laborativa, havendo possibilidade de reabilitação para a mesma atividade laboral, deve ser concedido o auxílio-doença desde essa data.

3. O cumprimento imediato da tutela específica, diversamente do que ocorre no tocante à antecipação de tutela prevista no art. 273 do CPC, independe de requerimento expresso por parte do segurado ou beneficiário e o seu deferimento sustenta-se na eficácia mandamental dos provimentos fundados no art. 461 do CPC. A determinação da implantação imediata do benefício contida no acórdão consubstancia, tal como no mandado de segurança, uma ordem (à Autarquia Previdenciária) e decorre do pedido de tutela específica (ou seja, o de concessão do benefício) contido na petição inicial da ação.

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×
Disponível em: http://trf-4.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/6894202/apelacao-civel-ac-5442-rs-20087199005442-4-trf4