jusbrasil.com.br
21 de Setembro de 2019
    Adicione tópicos

    Exposição da Justiça Federal do RS aborda a atuação do judiciário na defesa das etnias afrobrasileira e indígena

    “Os desafios do Judiciário para a garantia de direitos das etnias afrobrasileira e indígena” é o nome da mostra que está em exibição no espaço de exposições da Justiça Federal do Rio Grande do Sul (JFRS) até o dia 29 deste mês. O evento, realizado em parceria pela JFRS e a Universidade FEEVALE, comemora os dez anos da promulgação da Lei nº 10639/03, alterada pela Lei nº 11645/08, que garante a obrigatoriedade do ensino da História da Cultura Afrobrasileira e Indígena no currículo oficial da rede de ensino.

    A JFRS apresenta um recorte do acervo histórico sobre a temática da exposição, através da mostra de processos digitalizados, objetos do acervo e a instalação fotográfica “Acervo Histórico”, de autoria de Mário Ruy Silveira Chaise e Ricardo de Abreu Neves.

    A Feevale está presente no evento com um recorte da exposição “Traçados identitários ancestralidade, documento e resistências negras e indígenas”, composta de gravuras e telas dos artistas plásticos Leandro Machado e Paulo Só. Além disso, o filme de José Carlos Burle, “Também somos irmãos”, de 1949, será exibido.

    Ainda na programação do evento, no dia 28 de maio, às 17h, no auditório da JFRS, acontece a “Capacitação de Final de Tarde”. O encontro terá palestras da juíza federal Ana Inês Algorta Latorre e da professora doutora em História Magna Lima Magalhães, da Feevale, e mediação do mestre em Direto Público Dailor dos Santos. As palestrantes vão falar sobre os desafios da prestação jurisdicional diante da formação cultural e da diversidade étnica brasileira e sobre as possibilidades e perspectivas da pesquisa histórica e os arquivos judiciais.

    A sede da JFRS está localizada na rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, nº 600, em Porto Alegre (RS).

    » Todas as notícias

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)