jusbrasil.com.br
23 de Agosto de 2019
    Adicione tópicos

    TRF4 apresentou hoje o Tela TRF4, projeto que insere vídeos das sessões nos processos

    A presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargadora federal Marga Inge Barth Tessler, apresentou hoje (19/6) o Tela TRF4 , projeto que grava e transmite, ao vivo via internet, as sessões de julgamento da corte. A 3ª Turma, especializada em Direito Administrativo, foi a primeira a ter uma sessão transmitida.

    Acompanhada do futuro presidente da corte, desembargador federal Tadaaqui Hirose, de magistrados, servidores e jornalistas, a presidente da corte interagiu com os membros da 3ª Turma por videoconferência. Do Gabinete da Presidência, Marga assistiu ao início da sessão e anunciou a estréia da nova ferramenta. “Com esse sistema, os vídeos das sessões passam a ser elementos integrantes do processo, sendo esse o diferencial da ferramenta. Somos o primeiro tribunal a fazer das sessões gravadas peças processuais”, explicou.

    “O Tela TRF4 tem como objetivo promover maior transparência às decisões do tribunal. Com imagens, existirá uma comunicação mais direta, proporcionando a advogados e partes a possibilidade de assistir às sessões de julgamento em outros horários e de qualquer lugar, pois os vídeos estarão integrados ao processo eletrônico”, ressaltou Marga.

    Marga apontou que o sistema de transmissão instalado nas salas de sessão e gabinetes permitirá que os servidores acompanhem os julgamentos. O sistema também transmitirá palestras e eventos promovidos pelo TRF4.

    O presidente da 3ª Turma, desembargador federal Fernando Quadros da Silva, destacou que o Tela TRF4 é uma inovação que muito contribuirá para o conhecimento dos cidadãos de como se desenvolvem os trabalhos judiciais no tribunal. “Não alteraremos em nada nossa forma de julgar, mas haverá mais transparência”, declarou.

    O TRF4 Tela passa a funcionar plenamente em agosto, quando o sistema estará totalmente implantando.

    » Todas as notícias

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)